Jefferson Moraes

Taça de Prantos

Letra Taça de Prantos - Jefferson Moraes

A noite é tudo solidão em mim
Depois que o nosso amor chegou ao fim
Estrelas no céu não brilham mais
Sem você ficou triste assim

Madrugada neblina de saudade
Recordação tristeza o peito invade
E nesse mundo de incerteza eu vou
Chorando a dor, lembrando amor
Que acabou

Saudade só judia
Madrugada noite e dia
Sem a sua companhia
A vida não tem alegria
Coração no peito chora
Depois que ela foi embora
Deus, Nossa Senhora
Tá demais essa agonia

Quem vive de saudade
Perdeu a felicidade
Na escuridão da vida
Não não tem claridade
Taça de pranto na mesa
Brindando com a tristeza
Deus quanta incerteza
Sozinho nessa cidade, ieê
Deus quanta saudade
Sozinho nessa cidade