Diego e Victor Hugo

Interfone (Ao Vivo)

Letra Interfone (Ao Vivo) - Diego e Victor Hugo

Hey, atende o interfone aí se não eu vou pular o muro hein!
'To embriagado outra vez na porta da sua casa
É que a bebida tira a vergonha da cara
Mas não tira você do coração, não
E já passou 60 dias, nada de você
Visualiza as minhas mensagens
Não quer responder
Meu corpo chega a tremer
Olha aqui o jeito que eu 'to
Que eu 'to
Sentado na calçada com uma latinha na mão
E se eu baixei o nível a culpa é do seu coração
Que é confuso demais
Não me quer e não me deixa em paz
Atende o interfone se não vou pular o muro
Em outra cama sem você amor nunca mais durmo
É melhor não duvidar
'To embriagado outra vez na porta da sua casa
É que a bebida tira a vergonha da cara
Mas não tira você do coração, não
E já passou 60 dias e nada de você
E visualiza as minhas mensagens
Não quer responder
Meu corpo chega a tremer
Olha aqui o jeito que eu 'to
Que eu 'to
Sentado na calçada com uma latinha na mão
E se eu baixei o nível a culpa é do seu coração
Que é confuso demais
Não me quer e não me deixa em paz
Atende o interfone se não eu vou pular o muro
Em outra cama sem você amor nunca mais durmo
É melhor não duvidar
Sentado na calçada com uma latinha na mão
E se eu baixei o nível a culpa é do seu coração
Que é confuso demais
Não me quer e não me deixa em paz
Atende o interfone se não eu vou pular o muro
Em outra cama sem você amor nunca mais durmo
É melhor não duvidar
Duvidar
Embriagado outra vez na porta da sua casa